Ana Paula Siqueira visita o Vale do Aço e defende retomada do protagonismo da região


A deputada estadual Ana Paula Siqueira (Rede) visitou nos dias 11 e 12 de outubro o Vale do Aço. Ela esteve nas cidades de Belo Oriente, Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo, onde visitou instituições, e se reuniu com lideranças locais no sentido de discutir políticas públicas e ações que contribuam para a retomada do protagonismo da região diante do desenvolvimento regional de Minas Gerais.

"O Vale do Aço é uma das prioridades do meu mandato. Acredito muito no potencial da região. Só neste ano, meu mandato destinou mais de R$ 700 mil para as políticas públicas locais, inclusive, para a saúde no enfrentamento à pandemia", afirmou.


Em Timóteo, Ana Paula Siqueira se reuniu com o prefeito, Douglas, e o vice-prefeito, Vespa, para discutir sobre política local e investimentos em saúde, educação, infraestrutura e justiça social.

A deputada também visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Timóteo, na qual investiu emendas parlamentares que contribuíram para permitir a operação da unidade de saúde, muito aguardada pela população.


Em Belo Oriente, a parlamentar visitou a Associação Raios de Esperança, que realiza atendimentos sociais na cidade.


Representatividade

A deputada reforçou nos encontros políticos que realizou a importância do fortalecimento da participação feminina na política. "Representatividade importa muito. As mulheres são em média aqui no Vale do Aço 53% do eleitorado. Esse cenário precisa estar mais equilibrado nas Câmaras Municipais com a eleição de mais candidatas", lembrou a deputada. Ela cita, por exemplo, o caso da Timóteo em que dos 15 vereadores atuais, apenas um gabinete é ocupado por mulher.



Ana Paula Siqueira explicou, ainda, que espera que a região seja contemplada com a criação de um banco de empregos para mulheres vítimas de violência doméstica. A iniciativa está prevista na Lei 23.680, de 2020, fruto de um projeto de lei de autoria da deputada que foi aprovado no segundo semestre deste ano e sancionado pelo governador.

“O trabalho representa mais do que uma renda para essas mulheres, mas também uma transformação de vida, na medida em que gera empoderamento e as fortalece em confiança e autoestima”, afirma Ana Paula Siqueira.





0 comentário